sexta-feira, 28 de julho de 2017

LUIZ ROUSSEAU BOTELHO - Um alemparaibano de coração



Por Mauro Luiz Senra Fernandes




Desenho: Solange Botelho


Foi um escritor memorialista, que publicou diversos livros narrando a sua trajetória e experiências em sua cidade natal Leopoldina e em Além Paraíba - onde viveu até o seu falecimento em 5 de julho de 1993,  descreve ainda, o cotidiano a vida rural das família mineiras do final do século dezenove e início do século vinte. 

Autor dos livros: “Dos 8 aos 80 (1979), Alto Sereno (1981), Moinho de Fubá (1982), Coração de Menino (1984) e “Luizinho (1989).

Nasceu no município de Leopoldina, no dia 20 de fevereiro de 1892 e era filho do Cel. Luiz Eugênio Botelho Falcão e Emília Antunes Botelho.

Segundo o prefácio do livro Alto Sereno, Rousseau foi acrescentado ao nome de Luiz por um seu irmão em referência a Jean-Jacques Rousseau, filósofo suíço, nascido em Genebra, figura marcante do iluminismo francês.

Era neto paterno do português dos Açores Luiz Botelho Falcão e neto materno do Major José Antunes Pereira – proprietário da Fazenda da Gloria.

Em seu livro “Dos 8 aos 80”, o seu primeiro trabalho foi como ajudante de seu irmão Luiz Emílio numa farmácia em Tebas – distrito do município de Leopoldina. Depois, foi admitido como empregado da Gazeta de Leopoldina e em 1913 foi para a Cia. Força e Luz Cataguases Leopoldina, dali saindo em 1914 para trabalhar na Cia. Mineira de Eletricidade em Juiz de Fora. Em 1920 era microscopista no Posto de Profilaxia em Campo Limpo, distrito de Leopoldina, sendo depois transferido para o Posto de Profilaxia de Além Paraíba. Em 1921 foi designado para Tombos do Carangola para combater um surto de Tifo. Em 1923 a Brasilian Light and Power, na Ilha dos Pombos, em Além Paraíba era o seu local de trabalho. Depois passou a ser funcionário da Light em São Paulo, Pirapora e Santos. Em 1930 tornou-se funcionário da Prefeitura de Além Paraíba, trabalhando em Pirapetinga como encarregado do serviço de abastecimento d'água que vinha do rio que deu nome àquele município. Em 1933 voltou a trabalhar para a Light em Além Paraíba.

Em 18 de junho de 1921, casou-se com a professora Joaquina de Almeida Santos, filha de Antonio de Almeida Santos – “Tonico Fiscal” e de Alzira do Carmo Braga – “Zita” e tiveram os filhos: Maria Josephina Botelho, a artista plástica Solange Botelho e José de Almeida Botelho.



sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

FAZENDA CORTIÇO - Um patrimônio histórico sendo destruido.

Por Mauro Luiz Senra Fernandes

A Fazenda do Cortiço ou Fazenda das Palmeiras, fica situada na vizinha cidade fluminense de Sapucaia, mais precisamente na Rodovia Rio x Teresópolis.
Teve seu tempo áureo na cafeicultura e depois na pecuária, hoje sua sede esta em estado de abandono após uma doação de seu antigo proprietário para os hospitais do município mineiro de Além Paraíba e o fluminense de Carmo.



domingo, 7 de agosto de 2016

O BARÃO DO PARANÁ E O ZEBROIDE NA FAZENDA LORDELLO

 O Barão do Paraná em sua carruagem na Fazenda do Lordello e o zebroide
Escravo da Fazenda Lordello com o zebroide do Barão do Paraná
Alunos da Escola Estadual Santa Rita - Além Paraíba MG, visitando a Fazenda Lordello 

Henrique Hermeto Carneiro Leão, primeiro e único Barão de Paraná, (1847/1916)  foi um médico e proprietário rural, cujas terras concentravam-se na região de Sapucaia RJ - divisa com a cidade mineira de Além Paraíba.

Filho de Honório Hermeto Carneiro Leão - Marquês do Paraná, e de Maria Henriqueta Neto. Era irmão de Nicolau Carneiro Leão - Barão de Santa Maria, e de Maria Henriqueta Carneiro Leão - Viscondessa do Cruzeiro.

Casou-se com Zeferina Marcondes, com quem não teve filhos.


Realizou diversos experimentos em sua fazenda, com plantas, cavalos, zebras (zebroide) e cabras. Era muito reconhecido por todos e recebeu prêmios devido suas descobertas. Por muitos anos se dedicou a regeneração do gado brasileiro.

Ele selecionava o gado indiano, cruzava-o com diversas raças, e pode concluir que: “(…) tenho razão em considerar o Zebu como o fortificador ou mesmo o regenerador de qualquer raça de gado nacional ou estrangeiro”.

Ele transformou o Porto Novo do Cunha - atual Além Paraíba MG, em uma das melhores fontes de onde sairiam reprodutores para os mais diversos pontos do Brasil. Em 1908 publicou “A Criação de Gado Bovino”, reunindo todos os resultados de seus trabalhos e experiências.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

IV ENCONTRO DA FAMÍLIA SENRA EM SANTO ANTONIO DO AVENTUREIRO - MINAS GERAIS

O VI Encontro da Família Senra aconteceu no dia 23 de julho de 2016 no município mineiro de Santo Antonio do Aventureiro.



























Nossas Raízes Mineira